As propriedades originais deste tipo de vedação asseguram um elevado desempenho no engaxetamento de equipamentos rotativos, bombas, válvulas, misturadores e outras aplicações dinâmicas/estáticas.
Diferentemente das gaxetas convencionais, não necessita de gotejamento para sua refrigeração, podendo ser aplicada enquanto o equipamento encontra-se em operação, portanto sem interrupção da produção.
Fabricada a partir da perfeita mistura de fibras sintéticas modernas, graxas especiais, óleos e outros ligantes, a massa injetável proporciona alta redução do desgaste de eixos e luvas, bem como prolonga a vida útil dos equipamentos.
 
Composta de fibra acrílica especial, PTFE, óleo lubrificante e outros ligantes, quando injetada se molda dentro da caixa de engaxetamento
formando entre os anéis anti-extrusão, um anel inteiriço que impede a passagem do fluido.
Maleável e com alto teor de lubrificação, proporciona um baixo coeficiente de atrito, prolongando a vida útil do engaxetamento.
 
Aplicações
Bombas, equipamentos rotativos, válvulas e outros que operem água,
vapor, solventes, soluções caústicas e demais produtos químicos. Indústrias no segmento de papel e celulose, alimentício, farmacêutico, químico e outros.
Limites de serviço:
  Faixa de pH
2 a 12
 
  Velocidade periférica (m/s)
12
 
  Temperatura ºC
-100 a +230
 
   
 
 
Fabricada a partir de fibras e grafites especiais, óleo lubrificante e outros componentes em sua formulação, asseguram uma elevada resistência química e baixo coeficiente de atrito onde haja alta velocidade periférica. Auto-lubrificante e excelente para altas temperaturas sem a necessidade de gotejamento para sua refrigeração, impedindo a passagem de fluido.
Aplicações
Bombas, equipamentos rotativos, válvulas e outros que operem água, vapor, produtos químicos, inclusive os mais agressivos.
Indústrias no segmento de papel e celulose, químico,
petroquímico, mineração, siderúrgico e outros.
Limites de serviço:
  Faixa de pH
0 a 14
 
  Velocidade periférica (m/s)
20
 
  Temperatura ºC
-100 a +650
 
   
 
Projetado para reduzir sensivelmente seus custos de manutenção, o injetor hidráulico permite ao encarregado de maneira fácil, simples e limpa, proceder a injeção da massa no equipamento sem a necessidade de interrupção da produção.
A massa anteriormente injetada não precisa ser substituída; para um reengaxetamento basta a introdução de uma pequena e suficiente quantidade ao se perceber algum vazamento.
Dispensa a utilização de eletricidade tendo em vista sua operação ser manual e de fácil uso.
 
   
 
 
Limites de serviço:
 
reduz consideravelmente o custo de operação.
 
prolonga a vida útil do equipamento.
 
conserva o consumo de energia.
  reduz o desgaste do eixo e da luva.
  vedação uniforme mesmo para eixos desgastados.
  não seca e nem endurece.
  reduz significamente o tempo de engaxetamento.
  assegura um melhor resultado em todas as etapas produtivas.
  o equipamento opera em temperaturas mais baixas.
  dispensa água de refrigeração.
  auto-lubrificante.
  o equipamento não precisa ser desligado.